• Roseli

A ÁRVORE DA VIDA


No 21 de setembro, costumamos comemorar o dia da árvore, da paz e das pessoas com deficiência. Interessante que essas três ideias apareçam reunidas. Reunidas e, no entanto, muito dissociadas. Haverá paz no contemporâneo se voltarmos os olhos à natureza, à preservação dela. Haverá paz se colocarmos em prática a inclusão das pessoas com deficiência. Nos dois casos, é possível perceber um esforço social para a plantação de mais árvores como fez o fotógrafo Sebastião Salgado que conseguiu muitas mudas e as plantou no espaço em que quando criança foi criado. Ele conseguiu reverter a aridez da terra. Muitos tentam também reverter a aridez em que ainda se encontram pessoas que, mesmo com apoio da lei, conseguem pouco acesso a mínimas condições de estudo, de saúde, de trabalho.

A inclusão depende da atividade humana. As árvores também. O que se vê, no entanto, é lentidão no processo. A Terra não pode mais esperar. As pessoas também não.

0 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo