top of page
  • Foto do escritorRoseli

BARBIE


O filme Barbie foi lançado em julho de 2023. Dirigido por Greta Gerwig, a obra abriu estrondosa crítica quase sem precedentes entre os favoráveis e os críticos ao filme. Um sim e não sonoros. Ninguém achou algo mediano.

O Cultura em Foco esperou assentamentos de ânimos para tecer alguns comentários sobre essa obra. Houve críticas de psicanalistas como Christian Dunker que deram contribuições preciosas sobre Barbie. Da mesma maneira, uma parcela do público considerou o filme inadequado para as crianças, embora ele exibisse um limite de idade permitido a elas.

Como poucos, Barbie esbarrou em conturbadas reações ao rosa completo do guarda-roupa da boneca. Dirigido por uma mulher, com uma personagem central feminina que se tornou um ícone de boneca, mas também um imaginário do que, principalmente, as meninas queriam ser.

Mas o filme quebra essa hegemonia porque mostra Barbie saindo da Barbieland para buscar a Barbie real, aquela que precisa de calçados adequados que suportem um corpo esguio, mas que precisa ficar em pé como o faz a Barbie em desuso, aquelas isoladas das crianças, assim como aquelas que fogem aos estereótipos de beleza cristalizada como o ícone Barbie.

Em disputa com o eterno namorado Ben, esplendidamente interpretado pelo ator Ryan Gosling, que rouba as cenas de Barbie e da Barbieland, a eterna cor de rosa se desequilibra. Mas como toda heroína, ela faz sua jornada em que enfrenta todos os dragões, retoma Barbieland e, pasmem, vira um ser real! Tal qual, a mãe e filha do mundo em que Barbie era tudo para a mãe e nada significativa para a filha. O contemporâneo pedia uma Barbie que reconhecesse direitos das mulheres, o que estava um tanto longe das inspirações ideais da boneca.

O resultado é hilário. A primeira coisa que acontece à Barbie real é ficar grávida. Certo, mulheres ficam grávidas. Mas mulheres do século XXI vão além da figura da maternidade. Enfim, não se pode exigir tudo de uma boneca que se torna humana.

O fato é que o filme levou milhares e milhares ao cinema, gerou debates conturbadíssimos, final de copa de mundo mesmo. Mas passou. Passados os meses, muito provavelmente, Barbie deve estar com Ken embalando um bebê que, quem sabe, são será a continuidade da narrativa em mais um filme.

O público que invadiu as ruas com a cor de rosa aplaudirá.

Live no YouTube do Instituto Legus.

0 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page