• Roseli

Contos de fada: recontos femininos


Na obra Sete contos que nunca me contaram (2022), de Susana Ventura, são apresentados na verdade 8 contos, todos de autoria feminina, com publicações entre os séculos 17 e 19. A autora traduziu e adaptou esses contos com uma linguagem contemporânea sem, contudo, alterar dados históricos neles presentes nem a narrativa típica dos contos de fada.

Em alguns deles, como é o caso de Bete Felpuda, a narrativa se encerra com um toque de ironia que nos traz de volta ao contemporâneo: “(...) Naquele dia, Bete, o rei, o pai, a madrinha e todos os convidados comeram até ficar estufados – e nós continuamos aqui, contando os centavos.”

Na apresentação e no final da obra, o leitor poderá conhecer quem é a escritora, as ilustradoras e o contexto de cada um dos contos e o porquê de a autora ter resolvido traduzir e adaptar essas obras.

A edição do livro é da Biruta, um excelente e lindo trabalho de composição que tem um brilho especial das ilustradoras que, como se pode ver, também acompanharam a adaptação para o contemporâneo.

1 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo